Art Rio 2017 – Eu fui

por

Como já faço há alguns anos, nesse final de semana compareci ao Art Rio, e dessa vez a novidade é que ao invés de ser na Praça Mauá, a atração foi na Marina da Glória.  Agora que o Google se instalou em vários dos galpões da Praça Mauá, a feira perdeu seu espaço e teve que ser realizada em outro local, o que me trouxe uma certa estranheza inicial. Com relação ao espaço destinado a exposição das obras, ele ficou bem menor, e alguns galeristas tiveram simplesmente que colocar várias obras numa mesma parede, e em alguns casos, algumas obras ficaram até mesmo no chão. Corredores lotados e um certo ar de sufocamento, mas de qualquer forma, ter a oportunidade de estar próximo de tantas coisas lindas, faz com que a experiência valha a pena em todos os sentidos.  Alguns artistas aproveitaram a oportunidade e usaram sua arte para fazer protestos silenciosos mas altamente significativos, retratando a impunidade, a violência e a falta de respeito com a arte, por exemplo. Se por um lado o espaço destinado à exposição das obras de arte estava mais reduzido, o espaço destinado à Feira de Design (evento que acontece em anexo) era simplesmente perfeito, e também houve ganhos significativos por conta da escolha do local, pois haviam espaços bem aconchegantes, bonitos e agradáveis para se estar. Também foi montada uma pequena “praça de alimentação) com food trucks vendendo comidas variadas. O verde e a proximidade do mar, deram um toque especial e o final de tarde com um pôr do sol simplesmente esplêndido, deu o tom que faltava para deixar o evento ainda mais charmoso. Eu sinceramente amo essa feira e indico à todos que puderem, que na sua próxima edição não deixem de conhecer.

21752246_1370347813064120_3801223256970566062_n

21743648_1370349089730659_3920402245380773701_o 21587294_1370345543064347_2978307738952168154_o

 

21586977_1370351283063773_4053974809043147385_o 21743656_1370368119728756_3796650783301326960_o

21463032_1370360869729481_2834931131944735195_n 21752439_1370373786394856_3375810222775435734_n 21463325_1370351319730436_6874639583451555552_n

21551838_1370354926396742_3060944030237210713_o21752814_1370349499730618_8569825398107931174_o 21743527_1370349386397296_8593651147225101322_o 21752744_1370354776396757_396451659706486507_o 21640766_1370373113061590_6206742841663316452_o 21586889_1370350566397178_6684220271220692242_o 21640752_1370345293064372_5294397520472673324_o 21587292_1370347093064192_7345529524067696390_o 21586812_1370349393063962_2833525863885959964_o 21743527_1370349386397296_8593651147225101322_o 21743540_1370351529730415_8314989703954078773_o 21640745_1370354783063423_7164042529503814512_o 21586565_1370379499727618_99030072387729163_o 21551758_1370349079730660_7248869248194942001_o 21551715_1370349629730605_1707037260376185948_o 21762756_1370347819730786_4112747367718341827_o

21586580_1370347826397452_8487402826244283497_o

21753065_1370380749727493_4988255855397909700_o21743560_1370379049727663_6178941563768827242_o 21743794_1370363069729261_8346364681168005167_o 18422462_1370378543061047_1509814092863953402_o 20414308_1370373133061588_5980741969348165622_o 21558662_1370361396396095_4347320845758581630_n 21557862_1370348313064070_8663704739213058587_n

 

Sem tags 0 Comentários 0

Artistas abraçam moradores de rua em campanha – mas a campanha sequer menciona o nome desses moradores de rua

por

Vi uma matéria da Vogue Brasil, falando que as embaixadoras da ARCAH – Associação de Resgate à Cidadania por Amor a Humanidade – Stella Jacintho, Pietra Bertolazzi, Alessandra Cozzi e Vivi Orth, reuniram um time de peso para estrelar a campanha Nós, que vai se transformar em uma exposição de fotos com celebridades e pessoas em situação de rua, que será lançada dia 12.09, no Mirante Nove de Julho, em São Paulo. O objetivo da iniciativa é quebrar o preconceito em relação à causa, mostrando que, independentemente da identidade, da classe social, cor ou raça, somos todos são iguais. Mas o que chamou a minha atenção, é que eles fizeram questão de destacar o nome do fotógrafo e principalmente dos atristas que participaram da campanha, mas sequer mencionaram os nomes dos moradores de rua. Por se tratar de uma campanha que tem como um dos seus objetivos, tornar essas pessoas visíveis diante da sociedade, ocultar seus nomes é também uma forma de torná-los ainda mais invisíveis. Cada um de nós carrega um nome, e nos nossos nomes estão enlaçadas histórias que fazem parte das nossas vidas, tornando-nos únicos em nossas peculiaridades. Deixar de mencionar o nome dessas pessoas, é contribuir ainda mais para aumentar o abismo que separa suas realidades, das realidades dos artistas que aceitaram participar. Com o tempo e com as coisas que vamos observando do mundo, a gente vai aprendendo mais à respeito da solidariedade e do amor, e em vários momentos, percebo que em tempos de redes sociais, o que mais vale são likes e compartilhamentos, porque o engajamento mesmo tem sido muito pouco. Enfim, essa foi uma falha de quem esteve à frente da campanha, e não dos artistas que aceitaram participar dela, e seria maravilhoso se eles pudessem corrigir isso. Também senti falta de artistas negros participando, porque de negros, só vi alguns dos moradores de rua, e mostrar os dois lados da moeda, situações em polos extremos com pessoas igualmente negras, seria uma ótima oportunidade para pensarmos a respeito da distância que separa algumas pessoas de uma vida mais digna.

vivi_orth ticiane_pinheiro paloma_bernardi luciana_gimenez fernanda_paes_leme bruno_gagliasso (1) alline_morais

Fazem parte do casting fotografado por Gabriel Wickbold, Alinne Moraes, Ticiane Pinheiro, Popó, Vivi Orth, Bruno Gagliasso, Gabriela Pugliesi, Fernanda Paes Leme, Henrique Fogaça, Carol Celico, Cris Arcangeli, Giovanna Lancellotti, Manu Gavassi, Mica Rocha, Paloma Bernardi, Giane Albertoni, Fran Fischer, Luciana Gimenez e Enzo Romani.

Sem tags 0 Comentários 0

Rihanna lança sua linha de maquiagem Fenty Beauty

por

Hoje Rihanna lançou sua linha de maquiagem a Fenty Beauty e não tem como eu não estar super feliz com o que vi. Ela já vinha divulgando algumas coisas nas suas redes sociais, e a empresa que se denomina “a nova geração da beleza”, levanta a bandeira da diversidade, se preocupa com meio ambiente e não faz testes em animais. No filme promocional, surgem 15 modelos com diferentes biotipos e tons de pele, incluindo queridinha da moda Slick Woods, a muçulmana Halima Aden, a plus size Paloma Elsesser e Duckie Thot, conhecida como Barbie Negra, aparecem usando os produtos. Entre os primeiros lançamentos da Fenty Beauty estão 40 tons de base, iluminadores coloridos e gloss labial. Os produtos serão vendidos a partir de hoje no site fentybeauty.com e nas lojas da Sephora nos Estados Unidos e Europa. Não existe previsão da chegada da marca no Brasil. Mas apesar de não haver previsão, já me sinto super feliz, já que para quem é negro é sempre mais difícil encontrar o tom de base certo, e eu volta e meia, tenho que fazer as famosas “misturinhas”. Enfim, é um grande progresso ver algo assim sendo lançado e me dá ainda mais orgulho em saber que uma mulher negra conseguiu enxergar essa necessidade do mercado e investir.

Base Riri4 Base Riri5

Base Riri1Base Riri3 Base Riri2

Sem tags 2 Comentários 0

O empoderamento negro e a metamorfose de Ludmilla

por

Já tem um bom tempo que eu acompanho a Ludmilla, e sempre comento alguma coisa à respeito da carreira dela também. Sei que tem muitos novos artistas despontando na cena pop, mas eu gosto de falar sobre ela por conta de se tratar de uma mulher negra e de origem bem simples. Volta e meia, ela é vítima de comentários maldosos e racistas, e pelo que tenho percebido, tem sabido tirar de letra e correr atrás do que realmente importa: sua carreira. Uma coisa que eu tenho observado desde que ela surgiu para a grande mídia, foi a forma como ela conseguiu mudar drasticamente seu visual, tornando-se completamente diferente da garotinha que se tornou conhecida no extinto programa Esquenta da Regina Casé.

Ludmilla fez vários procedimentos cirúrgicos e fala abertamente sobre isso, deixou de lado o mega hair e aderiu ao mundo das laces (perucas mais elaboradas e com muito mais realismo, como as das americanas) e tem looks super modernos e ousados, que ela ostenta tanto no dia à dia, como nas diversas apresentações e shows que realiza. E é claro que existem vários negros acusando-a de negar suas raízes por não usar seu cabelo natural, ou por afinar seus traços através das plásticas, e adotar um visual cada vez mais americanizado, afinal de contas, tem sempre quem critique, pelos mais variados motivos. Mas a grande questão, que muitos insistem em não enxergar, é que como mulher negra e de origem humilde (volto novamente a dizer), ela tem feito de tudo para driblar as dificuldades e o preconceito da mídia e do próprio público, para se manter fazendo sucesso.

É sempre muito mais pesado o fardo de quem é negro, e é preciso sempre fazer mais, mostrar mais, lutar mais, para se alcançar os objetivos, e dentro desse processo todo, é preciso lutar pela aceitação do mercado, e isso significa se “moldar” à ele, e quem julga que ela está errada, talvez precise pensar um pouco mais à respeito do que é passar necessidade e querer vencer num mundo onde as oportunidades são raras para quem tem a pele mais escura. Já cheguei a comentar aqui sobre esse processo todo de metamorfose que ela vem passando, e dessa necessidade de adequação que ela vem sofrendo, tanto com relação às outras pessoas, como com relação aos próprios padrões que ela estabeleceu para si mesma. Existem procedimentos que eu não via a menor necessidade que ela tivesse feito, mas  no fundo, é uma correria danada, um turbilhão à todo momento, a necessidade de mostrar mais serviço, mais seguidores, mais views, metas à serem batidas, ultrapassadas, e tudo envolve marketing, dinheiro, imagem.

E por falar em imagem, vivemos uma era em que a imagem tem valido mais do que qualquer coisa, as redes sociais se alimentam de todo tipo de conteúdo e 90% dele é baseado na imagem. São fotos e vídeos sendo postados à todo momento, e todos querem parecer bem, bonitos e aceitos num meio onde a aparência vale mais do que qualquer conteúdo. E não quero dizer que a Ludmilla não tenha conteúdo, mas que a necessidade de impor uma imagem “adequada” ao meio, a fez mudar tanto, e tudo isso se deve à uma necessidade de mercado. Agora me digam, quem poderá acusar alguém por querer se manter trabalhando, produzindo e fazendo sucesso? Sendo assim, entendo e compreendo toda essa mudança e como mulher negra, torço para que ela continue sua caminhada com sucesso, porque por experiência própria, eu sei como esse mundo é complicado e difícil.  E só pra encerrar, mesmo com essa aparência americanizada que tantos criticam, Ludmilla consegue passar uma mensagem real de empoderamento para cada um de nós, porque não existe empoderamento mais forte e mais real para o negro, do que o financeiro. À partir do momento que ela vence, ganha sua independência financeira e passa a ter uma vida de mais conforto, ela nos mostra que com talento, esforço e determinação, é possível ocupar novos espaços. Seja como for, ela já fez história.

20768125_1788810534481416_8534619048702262051_n 20992562_1800792233283246_8390967825885916784_n 20994032_1798554763506993_234301930966681748_n 21105442_1804973806198422_2243182824150336954_n 21105748_1805450719484064_8905559451517654029_n 21106505_1799730816722721_5582311940789378840_n 21151253_1805571569471979_520003738652423656_n

Sem tags 3 Comentários 0

Cabelo Humano para alongamento – os melhores vocês encontram aqui

por

Ter um cabelo bonito e bem cuidado é sempre o sonho da maioria das mulheres, não é mesmo? Mas agora isso não é mais exclusividade de algumas, porque querendo, qualquer uma pode desfilar por aí com um cabelo poderoso. Existem várias formas de mudar o visual rapidamente, e dentre elas, o alongamento dos fios, chamado mais frequentemente de mega hair, mas para que o trabalho fique realmente bom, é preciso que seja feito com cabelos de qualidade. Antes de vender cabelos, eu passei por poucas e boas, comprando gato por lebre, sendo enganada e pagando caro por cabelos que me decepcionavam logo após a aplicação,  e por conta disso, eu mesma comecei no ramo para poder ter acesso aos melhores fios para mim mesma, e também para quem quisesse e desejasse produtos de qualidade.

Quem já está acostumada a comprar cabelos sabe que não é um produto barato, e quem começa agora, questiona se os cabelos realmente valem o preço que é cobrado. Na verdade os cabelos são vendidos por grama, e toda vez que vocês forem comprar, levem em consideração que não se trata de um produto que foi fabricado por alguma empresa, mas de algo que cresceu em outro ser humano, um pedacinho de outra pessoa que agora de uma forma indireta, passará a fazer parte de você. Agora imaginem quanto tempo leva para um cabelo crescer, ficar bonito e forte como esses das fotos. Leva muito tempo, principalmente os maiores, por isso, são tão cobiçados e desejados, mas apesar disso, eu trago para vocês a um preço acessível.

Os cabelos que eu vendo são na cor castanho e virgens, por conta disso, podem ser descoloridos e chegam à tons que vão desde o mel, até os loiros mais claros,  e é claro que esse tipo de procedimento químico tem que ser feito por profissional habilitado. Eles também podem ser tingidos ou tonalizados em tons mais escuros (o meu eu pinto de preto, sempre). Eu costumo trabalhar com cabelos ondulados, pois atendem quem quer usá-los ao natural, pois gostam de volume,  ou mesmo quem deseja pranchá-los, mas também faço cachos de acordo com o desejo de quem estiver comprando. Como muita gente fica na dúvida com relação ao tamanho dos cabelos, eu resolvi dar uma ajudinha e nas fotos abaixo, vocês poderão ver os quatro tamanhos que tenho disponíveis: 75, 65, 55 e 45 cm.

19657030_10211057838060639_3200736898674099668_nCabelo de 75 cm – bate na altura do bumbum

19748453_10211057838460649_4818948709267379701_nCabelo de 65 cm – bate na altura da cintura

19665661_10211057840220693_4198703717447373794_nCabelo de 55 cm – bate na altura do sutiã

19875401_10211057839820683_5994221165955030842_nCabelo de 45 cm – bate na altura dos ombros

Quem se interessou, é só entrar em contato comigo pelo whatsapp: (21) 98621.7257

Também estou sempre postando as novidades sobre cabelos na Página do Tempo Fashion no Facebook e no meu Instagran, é só clicar e seguir.

Até a próxima!

Sutiãs da Recriar Lingerie – um show de conforto e sofisticação

por

Já tem um bom tempinho que eu falo sobre os produtos da Recriar Lingerie para vocês, e desde que conheci a marca, até hoje, a minha impressão continua a mesma: os produtos são simplesmente maravilhosos.  A questão é que eles hoje são referência no que diz respeito à Lingerie Plus Size, porque chegaram com o diferencial de que as peças não podiam cair na mesmice. E todas nós que somos mulheres plus size não abrimos mão de usar peças modernas, estilosas e com uma pegada fashion, mas ao mesmo tempo,  queremos peças que sejam confeccionadas com matéria prima de primeira e sejam muito confortáveis. Eu tenho várias peças da marca, e por isso posso falar com propriedade: eles dão um show de conforto e sofisticação em tudo o que produzem, é lingerie pra gente colocar e ficar se olhando no espelho, de tanto que fica linda dentro dela. E é muito bom perceber o carinho e o cuidado com que tudo é produzido, entender que foi feito um estudo minucioso para encontrar a modelagem que mais se encaixasse no corpo plus size, enfim, é bom encontrar uma empresa que não pense somente em números, mas tenha um real comprometimento com suas consumidoras. Estou deixando alguns modelos de sutiãs para vocês darem uma olhada, mas no site da marca, tem muito mais modelos de sutiãs, com cores diferenciadas inclusive, assim como calcinhas, camisolas, bodies, espartilhos e modeladores.  A numeração vai do 46 ao 54 (um 54 bem generoso, diga-se de passagem), e ainda no que diz respeito aos sutiãs, eles lançaram modelos com aplicação em tule (super tendência), um tomara que caia que segura tudo, um modelo sem bojo e um modelo que abre na frente, dentre tantas outras coisas, é só dar uma olhadinha no site, que vale super a pena.

18699778_681388668734706_8140746993980913426_n 19399996_697898670417039_2478656893026964296_n 18486203_679705922236314_5970904659289840285_n 18556414_679740618899511_3098063227891686382_n 18921927_689299201276986_3307263760832287231_n 18485853_678736155666624_5086375450709576230_n

19030300_691726727700900_5046809230816955127_n sutia-ellen-bojo-triangulo-plus-size-preto (1)

Então é isso, espero que tenham gostado e aproveitem para seguir a empresa nas suas redes sociais, pois sempre tem novidades, lançamentos e promoções rolando por lá. É só clicar nos links abaixo;

 

recriar-lingerie-logo-1443443331

 

Facebook Twitter –  Instagram

 

 

A importância da campanha da Julia Plus para o empoderamento da mulher negra

por

A Julia Plus é uma griffe de moda plus size, que por sinal, tem se destacado muito no cenário. Desde que começaram, os avanços são significativos e relevantes, e eu sempre reparei que eles sempre fizeram parte do restrito grupo de lojas que colocava em seus editoriais e na sua loja virtual, modelos negras, e sempre os elogiei por conta disso. E o mais importante não é somente colocar a mulher negra representando a marca, mas fazer isso sem que se torne algo caricato, forçado ou fora de propósito. As modelos negras precisam ser vistas e valorizadas, mas isso só vai acontecer quando elas forem vistas como mulheres comuns, sem estereótipos ou sob o jugo de qualquer tipo de preconceito mascarado. São apenas mulheres, são apenas modelos e estão ali para fazer o seu trabalho.  E fiquei muito feliz ao ver as fotos da campanha de outono/inverno da marca, composta só por mulheres negras (belíssimas, por sinal). E só as mulheres negras sabem o quanto é importante se verem representadas por outras negras, o quanto é engrandecedor perceber que houve um cuidado por parte da empresa em apresentar um trabalho leve, moderno e cheio de estilo. Toda a produção, desde os cabelos, os looks, e as makes, foram concebidos de forma acertada, e não caíram no lugar comum que muitas marcas caem: mostrar a mulher negra de forma caricata. Isso acontece porque muitas vezes, as intervenções voltadas para o étnico são tão fortes, que o visual acaba fugindo da realidade, do que realmente seria usável pela mulher negra moderna, que se divide entre a carreira, estudos, família e entretenimento. Enfim, desejo do fundo do meu coração, que várias outras marcas possam enxergar a necessidade da visibilidade da mulher negra dentro do mercado da moda e da beleza, pois somos consumidoras potenciais e movimentamos quantias extraordinárias todos os anos, com cuidados com o corpo, cabelos, roupas, sapatos, maquiagens e cosméticos. Se consumimos, existimos, e se existimos, por que somos tão esquecidas por esse mercado?  Enfim, que haja maturidade e feeling para produzir trabalhos de qualidade como esse, porque representatividade importa, e faz com que nos sintamos ainda mais ligadas às marcas que tem a sensibilidade de perceber isso.

17309990_635077800014793_1976312515501926944_o 17359330_635078303348076_6681959468361781756_o 17389127_635078660014707_5413678027250278052_o 17390513_635077610014812_5939924090536993598_o 17390738_635077413348165_3231377198619917898_o 17434482_635078373348069_4308327235583510718_o17389061_635077900014783_1413885130084816236_o 17361991_635078726681367_1476328533365316846_n

Abaixo o vídeo da campanha, que assim como as fotos, é de super bom gosto. Assistam, porque vale a pena.

 

 

Sem tags 0 Comentários 0

A ilusão da perfeição que não existe

por

Vivemos nos dias de hoje a aflição por uma perfeição que não existe, e dentro dessa necessidade latente de ser e/ou parecer “melhores” muita gente se afunda em tristeza e depressão, porque simplesmente não consegue. A grande questão, é que essa perfeição tão perseguida não existe e esse padrão no qual a maioria quer se enquadrar, é irreal. Todos nós vivemos sobre a pressão dessa “perfeição”, mas nós mulheres somos as que mais sofremos por conta dela, porque exigem de nós beleza e juventude eternas, e para conseguir isso, muitas se lançam numa sequência sem fim de procedimentos estéticos e cirúrgicos. Não se que cuidar seja errado, porque se existem recursos e tratamentos, por que não usá-los? O que corrói e destrói é ter que ser “perfeita”, é ter que estar sempre impecável, é ter que retocar todo dia uma parte, num eterno círculo vicioso. A mídia todos os dias nos apresenta o padrão de mulher desejável e aceitável, e sinceramente, esse tal padrão é totalmente diferente da grande maioria das mulheres que conhecemos e vemos pelo meio da rua. É diferente também de quem vemos no espelho todos os dias, e para muitas de nós, isso faz com que um sentimento enorme de inadequação surja forte e devastador. Pensando nisso, alguns perfil no Instagram, começaram a publicar fotos que mostram que a tal perfeição vista em vários cliks, não é real. Sabendo o jeito certo de parar, a pose certa à fazer, muita gente aparece com o corpo impecável, quando na verdade, é tudo uma questão de ângulo. As fotos abaixo mostram esse truque, e são de pessoas magras, e eu achei interessante mostrar para vocês, porque mesmo as mulheres magras tem suas imperfeições. E o mais interessante, é que não há mau nenhum em ser assim, faz parte da nossa natureza como seres humanos, e todas nós deveríamos nos enxergar fabulosas, belas e especiais, independentemente dos nossos corpos. Já evoluímos tanto em tantas coisas, e eu penso que está mais do que na hora de pararmos de nos depreciar com pensamentos e comentários que só nos machucam, e em nada tem à nos acrescentar de bom. Então, deem uma boa olhada nessas fotos e treinem suas melhores poses no espelho, sabendo que até nas ditas “piores” poses, vocês devem se enxergar como verdadeiramente são: lindas!

beautiful_photo_trend_10 beautiful_photo_trend_11 beautiful_photo_trend_12 beautiful_photo_trend_13 beautiful_photo_trend_14 beautiful_photo_trend_15 beautiful_photo_trend_16 beautiful_photo_trend_17 beautiful_photo_trend_18 beautiful_photo_trend_19 beautiful_photo_trend_20 beautiful_photo_trend_21 beautiful_photo_trend_22 beautiful_photo_trend_23 beautiful_photo_trend_24 beautiful_photo_trend_25 (1)

 

Sem tags 0 Comentários 0

O lindo ensaio da gravidez de gêmeos de Beyoncé

por

Depois de simplesmente quebrar a internet ontem ao anunciar através de uma postagem do seu perfil pessoal no Instagram sua gravidez de gêmeos, Beyoncé liberou na manhã desta quinta feira (02/02) fotos de um lindo ensaio com inspiração na obra de arte O Nascimento da Vênus, do pintor renascentista Florentino Sandro Botticelli. Nas fotos, ela surge muito serena e à vontade, deixando claro que vive um momento especial de plenitude materna. As fotos foram divulgadas pelo próprio site da cantora, com o sugestivo título “I have three hearts”, ou “Eu tenho três corações”. Esse ensaio maravilhoso e emblemático, veio logo depois da sua foto anunciando a gravidez ter recebido “apenas” 7,8 milhões de likes, se tornando assim, a imagem mais curtida da história do Instagram. Enfim, que sejam bem vindos esses bebês, porque com certeza o mundo inteiro vai querer acompanhar bem de pertinho essa chegada.

16298550_1554994681195866_3704233124561159797_n

16464332_190185868127350_8473597126385860608_n 16230535_357383061299158_85996145892917248_n 16228547_1895417490738462_1662628453561663488_n fhfhty beyonce-e-o-quadro-nascimento-de-venus-1 16464988_1834342386821245_357511553005649920_n blcue_ivy16465665_753895151427188_4377696552328626176_n beyonce_5 16465806_137726280071441_4885306195738361856_n 16464343_407966296206028_976941606269616128_n 16230783_1250068225075068_5389413495181672448_n16123435_763792663771208_4179281338269958144_n 16230459_746801008808906_7814310820292067328_n 16230888_776892239124687_8553468369741807616_n

Sem tags 0 Comentários 0

Look da Vez: Vestido Lady Like floral com maxicolar

por

Esse é mais um dos vestidos da Upsy  que tenho, e segue a linha de sempre, ajustado na parte de cima e saia godê. Essa estampa floral também está muito linda, com várias flores em lilás/roxo, que são cores que eu adoro. Esse também faz o tipo de roupa que não precisa de muito para nos deixar arrumada e elegante, mas dessa vez eu quis dar um toque à mais, e usei com um maxicolar dourado, que também tem um colorido super bonito. Apesar de se tratar de uma peça pesada, esse maxicolar super combinou com a leveza do vestido, que teve a companhia de uma peep toe marfim, que apesar de ser alta, é super confortável. A pulseira grossa também serviu para valorizar o look e o resultado ficou bem interessante. Eu ando numa fase bem colorida e tenho percebido que meu guarda roupa está cada vez com mais cores, e isso é muito bom. Ouvimos por anos à fio que preto emagrece e que quem está acima do peso deve preferir roupas mais escuras e estampas mais discretas, que notar a forma como minha roupas e acessórios estão cheios de cor, me faz perceber que estou no caminho certo, porque estou me afastando de tudo o que tenta me limitar. Uso  o que gosto, aquilo que me faz sentir bem e que tenha à ver comigo, e esse é o barato da moda,  nos permitir ser quem somos, sem rótulos, sem amarras e sem nenhum conceito pré estabelecido. Tenho certeza de que a mocinha insegura que eu fui há anos atrás, se encontrasse a mulher que eu sou hoje, ficaria imensamente orgulhosa e agradecida. Enfim, a vida é feita de metamorfoses e processos internos, e felizmente eu tenho me reconhecido e me amado cada vez mais, quando me olho no espelho. Aconselho que também façam o mesmo, porque faz um bem imenso à nossa vida.

 

15826295_10209448744634309_716613388255064895_n

15823449_10209448740234199_2211980600980395414_n 15825973_10209448745714336_7319599632316417918_n 15895340_10209448753714536_7359614976042569748_n 15941520_10209448744034294_906261881612072144_n

Sem tags 0 Comentários 0